5 funções do Assistente Social que não conhecia!

Detetam as necessidades dos utentes

Através de um dos seus instrumentos fundamentais, o Diagnóstico Social, o Assistente Social sintetiza e clarifica um conjunto de informações, que implica conhecer e compreender os problemas e necessidades dentro de um determinado contexto, as suas causas e a evolução ao longo do tempo, assim como os fatores condicionantes e de risco e as suas tendências de evolução, permitindo uma discriminação dos mesmos consoante a sua importância, com vista ao estabelecimento de prioridades e estratégias de intervenção.

Colaboram na resolução de problemas de adaptação e readaptação social

Os Assistentes Sociais são responsáveis por avaliar a situação problema de cada utente e por criar estratégias com a sua participação ativa, que promovam a sua inclusão social, fomentando uma decisão por parte do utente o tanto autónoma quanto possível.

Executam programas que vão de encontro à aplicação real das políticas de proteção social vigentes

Cabe ao Assistente Social criar as condições necessárias para a efetiva ativação dos direitos sociais dos cidadãos, através da criação de projetos e programas de intervenção que facilitem o acesso a apoios sociais, direitos sociais e informação e serviços disponíveis à população em geral, com especial atenção para os grupos mais vulneráveis, promovendo a mudança social desejada.

Realizam estudos de carácter social e participam ativamente em trabalhos de investigação interdisciplinares

Ser Assistente Social é muito mais do que ter vontade de ajudar. Trata-se de uma profissão de nível técnico superior, cujo Plano de Estudos incluiu um conjunto de disciplinas, dentro das Ciências Sociais e Humanas, como a Sociologia, Antropologia, Psicologia, Economia e Direito, entre outras, o que faz com que esta profissão se encontre numa posição privilegiada, para entender e intervir com o Ser Humano, de um ponto de visto holístico e ecossistémico.

Exercem Advocacia Social

O Assistente Social muitas vezes é um mediador entre o utente e os serviços, sejam eles de carácter público ou privado, colaborando assim na defesa dos direitos e necessidades do utente, ao mesmo tempo que o capacita para a defesa dos seus próprios direitos, empoderando-o para o exercício da sua cidadania.

Dia 15 de Março comemora-se o Dia Mundial do Serviço Social, uma profissão que, apesar de por vezes não ser devidamente valorizada em Portugal, faz toda a diferença no bem estar das populações. Desde o momento do nascimento até ao dia da nossa morte, é muito provável que cada um de nós vá precisar, pelo menos uma vez na vida, dos serviços de um Assistente Social. Vale a pena Olhar com outros Olhos!